Fonte: OpenWeather

    Relação Sexual


    Vai transar? Saiba como deixar a região íntima adocicada

    Confira os alimentos que influenciam no cheiro e gosto vaginal

    Abacaxi e outras frutas podem melhorar o sexo oral
    Abacaxi e outras frutas podem melhorar o sexo oral | Foto: Reprodução Internet

    Manaus – Já reparou que dependendo do que você se alimenta, sua urina sai com um cheiro diferente? Sim, a frase “você é o que você come” faz todo sentido nesse momento. Especificamente para mulheres, o que você come atinge o odor, lubrificação e sabor da vagina. Ginecologistas explicam como altera o sabor!

    O odor e o sabor da vulva estão relacionados aos fluidos vaginais, assim como o do sêmen, e eles se alteram de acordo com o que foi ingerido, principalmente, nas últimas 24h, conforme informações do ginecologista Thiago Gester.

    PH e bactérias

    Se em algum lugar você já leu que o suco de abacaxi deixa o sêmen doce, é um fato justamente associado à alimentação. Isso porque o fluído é composto por frutose, substância que reage o açúcar natural da fruta.

    Quais alimentos adoçam?

    O Ginecologista Thiago Gester explicou que existem algumas teorias que se encaixam na prática, porém nada comprovado cientificamente. O especialista recomenda para quem quer o local mais cheiroso e saboroso, a ingestão de morango, abacaxi, laranja e alimentos com ômega 3.

    Na vagina, a acidez do abacaxi contribui para o pH ácido, que torna a região intima da mulher saudável. Vaginas saudáveis naturalmente tem um Ph mais ácido, afastando também bactérias causadoras de infecções e mantêm tudo funcionando corretamente.

    Dependendo do que você come, o pH pode ser alterado, por exemplo, temperos, cebolas, álcool, cigarro e frituras por terem um sabor intenso, picante ou amargo podem interferir. 

    Leia Mais:

    Isolamento social pode contribuir para o fortalecimento das unhas

    Conheça as principais mudanças que afetam o desejo sexual da mulher

    70% dos casados que traem pretendem continuar após pandemia

    Comentários