Fonte: OpenWeather

    Fim do conflito?


    Biden confirma retirada de militares americanos do Afeganistão

    Segundo o democrata, retorno dos soldados começará em 1º de maio

     

    "Está na hora de encerrar a mais longa guerra dos EUA", disse Biden em pronunciamento
    "Está na hora de encerrar a mais longa guerra dos EUA", disse Biden em pronunciamento | Foto: Divulgação/AFP

    O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, confirmou nesta quarta-feira (14) a intenção de retirar todos os militares americanos que estão no Afeganistão até 11 de setembro. Segundo o democrata, o retorno dos soldados começará em 1º de maio.

    "Está na hora de encerrar a mais longa guerra dos EUA. É hora de os soldados americanos voltarem para casa", disse Biden em pronunciamento na Casa Branca.

     

    Uma vez que os combates em solo afegão continuam e que tanto o governo do país asiático quanto o Talibã seguem se enfrentando enquanto não chegam a um cessar-fogo, os EUA consideram a Guerra do Afeganistão como a mais longa em que tiveram envolvimento.

    O conflito começou no fim de 2001, após os ataques de 11 de Setembro que deixaram mais de 3 mil mortos em Nova York, Washington e na Pensilvânia. Com o envolvimento da milícia terrorista Talibã nos atentados, os EUA — sob o governo do republicano George W. Bush — iniciou uma ofensiva para tirar os extremistas, que, à época, controlavam o Afeganistão.

    "Eu sou o quarto presidente dos EUA a ter mandato com presença de tropas americanas no Afeganistão. Foram dois republicanos e dois democratas. Eu não vou passar essa responsabilidade a um quinto", reforçou Biden.

     

    * Com informações do G1


    Leia Mais:


    Blogueira pode ter feito mais de 100 vítimas com produtos falsificados

    Operador da maior fraude financeira da história morre nos EUA

    Planos de saúde deverão agilizar autorização de exame RT-PCR

    Comentários